9 de mai de 2013

Confirmados Dossiê Jango e debate com filho do ex-presidente do Brasil dia 7

A Coordenação do 6º Congresso Estadual do SINJUSC confirmou a presença do filho do ex-presidente do Brasil João Goulart e uma sessão especial do filme Dossiê Jango, documentário lançado no ano passado, dia 7 de junho em Balneário Camboriú.  A sessão de cinema e a presença do poeta, empresário e presidente do Instituto Presidente João Goulart, João Vicente Goulart, ocorrem num momento muito importante para a história do Brasil.
O lançamento do Dossiê Jango, em meados de 2012, motivou uma série de ações em busca de provas de que Jango foi executado na Argentina, durante o exílio por conta da ditadura militar de 1964. Os jornais impressos e os distribuídos pela internet, nas últimas semanas, dão grande destaque ao assunto. No Diário Catarinense desta quinta-feira, 9 de maio, matéria ocupa quase uma página para tratar da exumação do corpo de Jango por peritos estrangeiros.
A participação de João Vicente no Congresso do SINJUSC e a possibilidade de assistir o Dossiê Jango inserem os trabalhadores do Poder Judiciário de Santa Catarina em um assunto muito importante para toda a sociedade brasileira, que é a necessidade de o Estado resguardar as  amplas liberdades das pessoas, e entre elas, as ideias políticas e partidárias.
As conversações com João Vicente para uma sessão de cinema com o Dossiê Jango iniciaram na mesma semana do lançamento do filme, em setembro do ano passado. Por conta de impossibilidades de datas, o filme não pôde ser mostrado no Auditório do Sindicato.
A exibição do filme no Congresso, assim como a participação de João Vicente Goulart, é uma deliberação de reunião da Coordenação de sexta-feira da semana passada ao setor de Comunicação do Sindicato. João Vicente Goulart respondeu que estaria em Santa Catarina em junho e indicou a possibilidade de adequar a agenda com visitas que faz a Içara e Criciúma juntamente com Derlei Catarina da Luca, do Coletivo Catarinense pela Memória, Verdade e Justiça.
O SINJUSC e o Coletivo promovem conjuntamente a sessão de cinema no Hotel Marambaia a partir das 19 horas do dia 7, sexta-feira. Gratuita, a sessão será aberta aos congressistas e outros interessados, até a lotação do auditório.

SERVIÇO
Sinopse do filme: João Goulart havia sido eleito democraticamente presidente do Brasil, mas foi expulso do cargo após o golpe de Estado de 1º de abril de 1964. Depois disso, Jango viveu exilado na Argentina, onde morreu em 1976. As circunstâncias de sua morte no país vizinho não foram bem explicadas até hoje. Seu corpo foi enterrado imediatamente após a sua morte, aumentando as suspeitas de assassinato premeditado. Este documentário traz o assunto de volta à tona e tenta esclarecer publicamente alguns fatos obscuros da história do Brasil.
Duração: 1h42min
Diretor: Paulo Henrique Fontenelle (ele também dirigiu o filme Loki, Arnaldo Batista)
(Arte - Cartaz de divulgação do documentário Dossiê Jango)